Tuesday, August 19, 2008

Ilusões

Imagens fluem diante da visão
Como a realidade que deliro
Sem nem mesmo entender para onde vão
Depois que se desfazem num suspiro.

Enquanto permanece insuspeitada
A possibilidade mais suprema
Muitos milhões de vidas nesta estrada
São apenas variações do mesmo tema.

Mas quando brilha o espírito interior
Vejo que tudo passa num segundo
Que de fato existe algo a se transpor.

E antes que minha vida se consuma
Realizo que os caminhos deste mundo
Não levam simplesmente a parte alguma.



Métrica: decassílabos heróicos

Demian Martins ©2008, Direitos autorais registrados na Biblioteca National, RJ

No comments:

Post a Comment